Título do SiteLuiz Alberto Silveira
Ensinamentos que a vida traz
Capa Textos Perfil Livros à Venda Prêmios Contato
Textos
É sssim mesmo. Não me pergunte por quê
É assim mesmo.
Não me pergunte por quê
Luiz Alberto Silveira

Você ja ouviu aquela voz suave vinda do seu interior, às vezes num estalo, que lhe permitiu entender, desconfiar, saber o que fazer, o que dizer frente a uma pessoa, a um assunto? Já percebeu que essa voz lhe fala de coisas que você não sabia que conhecia e lhe aponta caminhos?
O conhecimento estava ali naquele momento e você sabe e pronto, sem estudos, sem análises. É sua intuição que assume seus pensamentos, dizendo-lhe: preste atenção no que estou falando.
A intuição é o modo como sua alma fala com você.
São instantâneos que indicam uma alegria, um perigo, uma alternativa para um problema profissional, chamam a atenção para uma dificuldade familiar ou afetiva. Todos nós temos intuições, porém nem sempre as valorizamos ou sabemos utilizá-las. É o nosso sexto sentido.
A intuição é o conhecimento que surge sem o uso da lógica ou da razão e aparece de formas diferentes, como sonhos, visões diurnas, sensações corporais, conhecimento puro, insights e criatividade.
(Sharon Franquemont) A intuição, sem que o percebamos, é importante para nossas vidas tanto quanto as decisões racionais.
Cada um de nós tem a sabedoria e o conhecimento que necessita em seu próprio interior(Carl Jung). Pessoas com baixa autoestima têm mais dificuldade em acreditar na inteligência intuitiva em função de uma desconfiança em relação a tudo o que venha de seu interior.
(Virginia Marchini) . Segundo Steve Jobs, a intuição “é mais poderosa que o intelecto.” Não deixe o barulho da opinião dos outros abafar sua voz interior. Tenha a coragem de seguir seu coração e sua intuição. Coragem mesmo é optar por um caminho diferente, confiar mais na intuição do que em estatísticas, arriscar-se a decepções para conhecer o que existe do outro lado da vida convencional.
E, principalmente, para enfrentar a própria solidão e descobrir o quanto ela fortalece o ser humano. A intuição é confiável. A razão não acerta mais do que as sensações intuitivas. O instinto acerta em 90% dos casos (Marius Usher, na Universidade de Tel Aviv, Israel). Mesmo sabendo o “certo”, algo diz que não é bem assim. O bilionário George Soros, no mercado financeiro, quando sente dor nas costas tem a sensação de que sua decisão não foi a mais acertada. Sophy Burnham, autora de The Art of Intuition: “Intuição é um saber sem saber”. É preciso poder desfrutar um pouco de solidão, um pouco de silêncio porque não dá para ouvir a intuição em meio ao barulho do cotidiano. As pessoas intuitivas prestam atenção a seu corpo. Você já sentiu náusea ao sentir que algo está errado? Já prestou atenção aos seus sonhos? Depressão, raiva, forte emoção faz nossa intuição falhar. Tenha cuidados mas não menospreze sua intuição. Diga sim às novas ideias. Esteja aberto ao que vier à sua cabeça.
Cultive o silêncio. Momentos de quietude interior são fundamentais para ouvir a intuição. Nutra a alegria. O lado emocional funciona melhor quando se está feliz. Estabeleça um tempo livre. É preciso desligar-se para ligar-se em conhecimentos novos. Descubra seu propósito.
Tenha em mente o que você precisa resolver.
Trabalhe em grupo: é uma forma de explorar a visão e a liderança intuitiva.
Abra todos os seus sentidos. “Muitas vezes, um insight chega através do corpo”. ( Sharon Franquemont) .
Luiz Alberto Silveira
Enviado por Luiz Alberto Silveira em 14/06/2021
Comentários
Capa Textos Perfil Livros à Venda Prêmios Contato